( 10 Votes )

A Introversão e a Extroversão

A Introversão e a Extroversão

   Os conceitos de Jung a respeito da introversão e da extroversão são bem conhecidos. O indivíduo extrovertido libera a libido (a energia da vida) dentro dele, direcionando-as aos acontecimentos e às pessoas do mundo exterior. A pessoa desse tipo é bastante influenciada pela forças do ambiente, além de se mostrar sociável e confidente nas diversas situações.

 

    Ao contrário, o introvertido direciona a libido para o seu interior. Esse tipo de pessoa é pensativo, introspectivo e resistente às influências externas. O introvertido normalmente é mais inseguro que o extrovertido ao lidar com pessoas e situações.

 

   Todo indivíduo é dotado de algum nível dessas atitudes opostas, mas normalmente uma é mais forte do que a outra. Nenhum indivíduo é completamente extrovertido ou introvertido. a atitude dominante em algum momento específico pode ser determinada pelas circunstâncias. Muitas vezes, o introvertido torna-se sociável e expancível diante de situações de seu interesse.

 

Os Tipos Psicológicos: Funções e Atitudes

 

   Na teoria de Jung, as diferenças de personalidade são expressas não apenas por atitudes introvertidas ou extrovertidas, como também por meio de quatro funções: o pensamento, o sentimento, a sensação e a intuição. Essas funções consistem em formas de orientação seguidas pelo indivíduo para se comportar tanto diante do universo exterior objetivo como diante do universo interior subjetivo.

 

.  O pensamento é o processo conceitual que proporciona o significado e a compreensão.

.  O sentimento é o processo subjetivo de ponderação e de avaliação.

.  A sensação é a percepção consciente dos objetos físicos.

.  A intuição envolve a percepção de maneira inconsciente.

 

   Jung rotulou o pensamento e o sentimento como modos racionais de reação, por envolverem processos cognitivos de raciocínio e de julgamento. A sensação e a intuição são consideradas irracionais, pois não envolvem o uso da razão. Dentro de cada par de funções, em determinado momento, apenas uma função é dominante. A combinação das funções dominantes com a atitude dominante de extroversão ou introversão os oito tipos psicológicos (por exemplo, o tipo pensador extrovertido ou o tipo intuitivo extrovertido).


Biografia de Carl Jung

   Freud chegou a considerar Carl Jung o seu substituto e herdeiro do movimento psicanalítico, chamando-o de "meu sucessor e príncipe coroado" (apud McGuirie, 1974, p. 218). Depois do rompimento da amizade entre os dois, em 1914, Jung desenvolveu a *psicologia analítica, em oposição a grande parte do trabalho de Freud.

Veja o artigo completo em:

Biografia de Carl Jung


A Psicologia Analítica

  As experiências da vida de Jung sem dúvida influenciaram na sua psicologia analítica. A aceitação das forças da própria mente inconsciente antevia seus futuros interesses profissionais. Há também fortes evidências autobiográficas acerca da sua visão de sexo. Na teoria de Jung não havia espaço para o complexo de Édipo; esse conceito simplesmente não teve importância na sua infância. Ele achava a mãe gorda e nem um pouco atraente, e jamais entendeu a insistência de Freud em afirmar que os meninos desenvolvem paixões sexuais pela mãe.


Veja o artigo completo em:

A Psicologia Analítica


Frases de Jung - Pensamentos e frases de Carl Jung

Todos nós nascemos originais e morremos cópias. (Frases de Jung)


Tudo depende de como vemos as coisas e não de como elas são. (Pensamentos de Jung)


Ser normal é a meta dos fracassados! (Frases de Jung)


A felicidade perderia seu significado se la não fosse equilibrada pela tristeza.(Pensamentos de Jung)


Veja o artigo completo em:

Frases de Jung - Pensamentos e frases de Carl Jung


O Inconsciente Coletivo

   Jung descreveu dois da mente inconsciente. Um pouco abaixo da consciência estaria o "*inconsciente pessoal", contendo as lembranças, os impulsos, os desejos, as percepções indistintas e outras experiências da vida do indivíduo suprimidas ou esquecidas. O inconsciente pessoal não é muito profundo e os incidentes ali armazenados podem facilmente traduzidos para o nível consciente.


Veja o artigo completo em:

O Inconsciente Coletivo


Os Arquétipos

As tendências herdadas, armazenadas dentro do inconsciente coletivo, são denominadas *arquétipos e consistem em determinantes inatos da vida mental, que levam indivíduo a comportar-se de modo semelhante aos ancestrais que enfrentaram situações similares. A experiência do arquétipo normalmente se concretiza na forma de emoções associadas aos acontecimentos importantes da vida, tais como o nascimento, a adolescência, o casamento e a morte, ou as reações diante de um perigo externo. Jung referia-se aos arquétipos como as "divindades" do inconsciente (Noll, 1997).


Veja o artigo completo em:

Os Arquétipos





Artigos Relacionados